sexta-feira, 15 de julho de 2011

J3 x FIESTA X VOYAGE X LOGAN: O CONTRA-ATAQUE DOS SEDÃS




O segmento de sedãs pequenos no Brasil não é tão borbulhante de novidades quanto o de sedãs médios, mas é um dos mais agitados em vendas. Por isso, aproveitando a falta de renovação, algumas marcas chinesas resolveram fazer cócegas nas nacionais, oferecendo sedãs maiores e com mais equipamentos (Lifan 620 e Chery Cielo Sedan) na mesma faixa de preço dos pequenos. Mas foi a JAC Motors, com sua estratégia agressiva de marketing, que tocou de fato na ferida, fazendo algumas fábricas – mesmo que estas jamais deem o braço a torcer sobre isso – reduzirem preços e agregarem equipamentos de série.


O contra-ataque mais recente foi da Ford, que reduziu em junho o preço do Fiesta Sedan para R$ 39.900 (o mesmo do J3 Turin), e agregou vários equipamentos de série no modelo. E não é só a Ford que está na mira do sedã do Faustão: com promessa de bom desempenho e dirigibilidade ele ataca o VW Voyage, tido como referência neste quesito, e pelo bom custo x benefício ele vai de encontro ao Renault Logan, sempre citado como a melhor compra.

Neste comparativo serão avaliados somente alguns fatores primordiais de compra, como custo inicial, equipamentos, dirigibilidade, desempenho, espaço interno e porta-malas, coisas facilmente percebidas pelo consumidor num test-drive. O critério de pontuação é simples: 4 pontos para o primeiro colocado em cada quesito, 3 para o segundo, 2 para o terceiro e 1 para o quarto. O consumo será citado, mas não será levado em consideração na pontuação pelo fato de haver dados com álcool para 3 modelos e com gasolina para 1 deles.

JAC J3 Turin


Tem realmente muito a oferecer, com mais conteúdo pelo menor preço proporcional. Ar condicionado, direção hidráulica com ajuste de altura, vidros, travas e retrovisores elétricos, CD/MP3 player, ajuste de altura dos faróis, sensor de estacionamento, rodas de alumínio, airbag duplo e ABS são de série, e como opcionais há somente pintura metálica e revestimento em couro. As revisões são baratas, o índice do CESVI para o modelo é 13 e os 6 anos de garantia total, em tese, dão tranquilidade para o comprador. Mas os relatos de fragilidade em determinados componentes, como o pedal de freio que entorta com facilidade e os vidros elétricos que podem deixar de funcionar mesmo em modelos zero, possam abalar a confiabilidade no modelo no futuro. Além disso, a assistência técnica ainda precisa de muito treinamento e estrutura para ganhar a confiança plena do consumidor.


O desempenho do Turin é honesto, ainda que tenha sido o pior do comparativo (por muito pouco). Os 108 cv de potência a 6.000 rpm e 14,1 kgfm de torque a 4.500 rpm, obtidos do motor 1.3 a gasolina de concepção moderna (divulgado como 1.4, com bloco e cabeçote de alumínio, além de comando variável de válvulas), empurram o sedã da imobilidade até os 100 km/h em 12,6 segundos, e o levam de 60 a 100 km/h em quarta marcha em 12,4 segundos. O consumo é de 11,2 km/l na cidade e de 15,2 km/l na estrada, somente com gasolina.


A suspensão apresenta a boa solução do sistema multilink na traseira, mas, alta, faz o carro adernar bastante em curvas e é um pouco ruidosa ao passar por imperfeições no asfalto. Em piso regular, porém, é confortável e trata bem condutor e passageiros. O acabamento é bom, o melhor dentre todos os carros chineses na mesma faixa de preço, e a ergonomia é adequada – à exceção dos controles invertidos de retrovisores. O isolamento acústico é razoável: o motor é suave e silencioso em baixa rotação, mas acima dos 3.000 giros o barulho começa a incomodar. Quem vai na frente goza de bom espaço e acesso fácil; atrás, espaço e acesso são só medianos – pela menor distância entreeixos e pelo formato da porta. Os 490 litros divulgados não condizem com a realidade: são somente 380 litros aferidos, o menor dos 4 sedãs.

Ford Fiesta Sedan


O melhor do Fiesta é a dirigibilidade. Motor, suspensão e câmbio trabalham em sintonia rara, proporcionando bom desempenho, ótima estabilidade e muito conforto de rodagem. O Zetec Rocam Flex gera até 107 cv a 5.500 rpm e 15,3 kgfm a 4.250 rpm (com álcool), e essa cavalaria leva o Ford de 0 a 100 km/h em 12,5 segundos e de 60 a 100 km/h, em quarta marcha, em 12,2 segundos. Apesar do bom desempenho, o consumo é moderado: são 8,1 km/l de álcool na cidade e 11,5 km/l na estrada.


Na versão remodelada, o acabamento progrediu em encaixes e texturas, e com isso o nível de ruído interno foi reduzido. A grafia do painel mudou, bem como a iluminação. Motorista e passageiros vão bem, com espaço adequado na frente e atrás – o Fiesta só perde para o Logan neste quesito. Já o porta-malas do Fiesta Sedan apresenta uma curiosidade: se na teoria ele é menor que o do Logan, na prática ocorre o oposto, com números bastante parecidos. No Fiesta, os 478 litros divulgados são 507 aferidos, e no Logan, os 510 divulgados são 479 aferidos. As dobradiças pantográficas no sedã da Ford certamente fazem a diferença, não tomando espaço das bagagens como os “pescoços de ganso” do Renault.


O custo x benefício do sedã da Ford também melhorou muito: preço mais baixo, mais conteúdo. Ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, computador de bordo, faróis de neblina, airbag duplo e ABS são de série. A Ford dá somente 1 ano de garantia para o Fiesta Sedan, mas a assistência técnica, se necessária, é garantida pela ampla rede de concessionárias.

Renault Logan


O sedã franco-romeno surpreende. Desde o seu lançamento ele é reconhecido como a melhor compra do segmento, e é fácil entender por quê. Bem montado, apesar da simplicidade, ele ficou bem mais apresentável depois da remodelação, agregando mais requinte à proposta de praticidade que sempre foi seu foco. Os cromados da dianteira e traseira complementam a mudança na padronagem de tecidos e a herança do painel antigo do Sandero, com plásticos de melhor qualidade e textura. O porte de sedã médio garante conforto de rodagem, graças à maior largura e distância entreeixos – e isso também lhe dá, indiscutivelmente, o maior espaço interno. A ergonomia também foi corrigida, com a migração dos botões dos vidros do painel para as portas, a incorporação de um puxador maior e mais eficiente e a opção do ajuste de altura da coluna de direção.


Tendo o mais fraco motor dentre os 4 sedãs, ele se beneficia, como o Voyage, do torque em baixa rotação. São 95 cv a 5.250 rpm (com álcool) e 14,1 kgfm a apenas 2.850 rpm. Com isso, ele conseguiu ser superior ao Fiesta e ao Turin no 0 a 100 (12,3 segundos) e na retomada de 60 a 100 km/h em quarta marcha (12,1 segundos). Para isso, o consumo também foi sacrificado: somente 7,8 km/l na cidade e 10,6 km/l na estrada, sempre com álcool.


O Logan com preço mais próximo ao do J3 Turin – R$ 40.190,00, apenas R$ 290,00 a mais – vem com um pacote que inclui ar condicionado, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, faróis de neblina, computador de bordo, airbag duplo, ABS, volante revestido em couro e terceiro apoio de cabeça traseiro. Num pacote mais completo, o comprador leva ainda CD/MP3 player com controle na coluna de direção, vidros elétricos nas 4 portas, retrovisores elétricos e rodas de alumínio por R$ 41.740,00 – e aí ele passa a valer mais a pena. A garantia é de 3 anos.

Volkswagen Voyage


Quem quer mais desempenho num sedã pequeno certamente vai gostar do Voyage. O sedã da Volkswagen, apesar de não ser o mais potente (104 cv a 5.250 rpm, com álcool), é o que tem mais torque: são 15,6 kgfm a baixos 2.500 rpm, o que garante boas arrancadas e retomadas seguras. A prova é que ele faz de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e de 60 a 100 km/h, em quarta marcha, em 10,7 segundos. No Voyage há também a maior interatividade entre carro e motorista, com um ajuste mais rígido e comunicativo da suspensão – sem, porém, perder muito em suavidade ao rodar – e um câmbio praticamente perfeito, com engates curtos e macios. A esportividade cobra o seu preço no consumo, porém: são 7,7 km/l de álcool na cidade e 10,8 km/l na estrada.


Por dentro, o Voyage apresenta layout simples, mas é bem acabado. O painel também conta com nova iluminação, tendo substituído o antigo “azulão” por um branco mais discreto e menos cansativo. A ergonomia é boa, tendo como único deslize os botões dos vidros de trás no painel. Há bom espaço para motorista e passageiro da frente, enquanto quem vai atrás conta com espaço apenas razoável, pouco mais que no do J3 Turin. O porta-malas é o que tem a capacidade mais próxima dos dados de fábrica, com bons 470 litros.


Quanto aos itens de série, o sedã da VW sai perdendo por ser o mais caro: equipa-lo com os mesmos equipamentos de Fiesta Sedan ou J3 Turin faz seu preço ir para além dos R$ 45 mil, na tabela. Porém, segundo cotação do RACIONAUTO em concessionárias de Belo Horizonte (MG), é possível encontrar unidades do Voyage Trend com ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, alarme, airbag duplo e ABS negociadas com desconto por R$ 41.900,00. A garantia é de 1 ano e a rede de concessionárias é a maior do Brasil, com mais de 600 endereços.

Notas



Conclusão

Neste comparativo o Fiesta Sedan sai vencedor. Com o reposicionamento de preços ele se tornou uma opção de compra muito mais atraente, além de apresentar bom desempenho, ótima dirigibilidade, consumo baixo e o maior porta-malas do embate. O Renault Logan vem em seguida, apenas 1 ponto atrás. Apesar de ter o menor dos motores, ele apresenta desempenho totalmente compatível com a proposta, além de ser bom de dirigir, estável, bem acabado, ter o maior espaço interno e preço bastante competitivo, cobrando a mais pelo que entrega a mais. Na terceira colocação chega o Volkswagen Voyage, um sedã muito equilibrado, com bom acabamento e desempenho superior, mas que cobra a conta no posto e ainda tem espaço interno reduzido em relação ao Ford e ao Renault. Por último, ainda que custe pouco e traga muitos equipamentos, vem o JAC J3 Turin – uma boa promessa, mas que ainda não consegue ser cumprida por ter o pior desempenho, o menor espaço interno, a pior ergonomia, o menor porta-malas e a menor rede de assistência. Ele ainda precisa provar a que veio.

35 comentários:

  1. O Ford Fiesta não consegue esconder o peso da idade, seu projeto já esta obsoleto e seu último face lift conseguiu deixa-lo pior, é um modelo fadado a morte. O Logan pode ser definido em uma única palavra : "honesto" entrega o que promete em sua proposta, não é o mais belo mas é extremamente agradável de se dirigir, o Voyage é bom, mas não vale o que custa; o J3 tem o projeto mais moderno de todos com motor todo confeccionado em alumínio, duplo comando de válvulas com tempo de abertura variável acionado por corrente, suspensão trazeira dual-link, designe by estudio Pininfarina, completo em equipamentos, oferece excelente custo benefício.

    ResponderExcluir
  2. Donizeti, explicou todo, o único problema do Chines é suportará o tranco ??

    Acredito que por enquanto o Logan é a melhr opção...

    Abs !

    Eugenio

    ResponderExcluir
  3. O fiesta tem um conforto melhor que o Logan, já tive os dois e creio que para dirigir no transito eu preferiria, sem dúvida o Fiesta. No Fiesta não me sinto tão cansado, bem que num carro o principal, para mim , é o conforto.

    ResponderExcluir
  4. Já dirigi todos eles e com certeza o motor do J3 é muito mais moderno, apresenta disposição mesmo ainda frio, ao contrário dos outros que mesmo operando na gasolina são instáveis quando frio. O Fiestinha já tá mega ultrapassado e o Logan eu também adoro. Falar que Fiesta é melhor que Logan, eu duvido muito. O Chinês realmente está surpreendendo. Mega estabilidade com os pneus largos. Adorei o pino nas portas, chega a ser uma nostaldia gostosa demais !!!

    ResponderExcluir
  5. Conheço muito bem o J3 Turin, acho dificil um sedan que tenha uma suspensão Dual Link e McPharson (como o Corolla) ser ruim, acabamento excelente, economico e confortável. Não vou falar dos demais, mas ja fiz vários comparativos, é a melhor compra, (Quatro Rodas tb acha)sem contar que a garantia de 6 anos não é só motor e caixa, mas sim TOTAL DE VERDADE. Não comentaram quanto ao EBD tb, no caso de estabilidade, contribui muito. O que ele oferece em tecnologia, custo x benefício, é dificil bater, se a única duvida é quanto a ser montado na China, acho que vamos começar a desconfiar da Nike, do Apple, Adidas, Bosh, Continental, que são líderes em seus segmentos e montam seus produtos na China também.
    Iara Bruna (iarawn@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  6. Este blog avalia CUSTO X BENEFÍCIO, essencialmente. Neste comparativo, como foi citado, foram avaliados somente alguns fatores primordiais de compra, como custo inicial, equipamentos, dirigibilidade, desempenho, espaço interno e porta-malas, coisas facilmente percebidas pelo consumidor num test-drive.

    Design e idade do projeto são coisas subjetivas, porque se um produto é mais moderno que outro sob este ponto de vista, isso não significa que seja uma boa compra se não agregar conteúdo e prazer ao dirigir na mesma medida. Quanto à suspensão e estabilidade, novamente, uma solução mais moderna (dual-link) não indica necessariamente melhor dirigibilidade se o acerto não for bom. No caso do J3, como foi constatado aqui e por inúmeras outras publicações especializadas, o problema não está na modernidade do projeto, mas na altura (ele aderna muito nas curvas) e na maciez da suspensão (que gera insegurança). O acabamento do J3 também deixa a desejar quanto à qualidade de montagem e materiais.

    Não houve aqui nenhuma menção ao fato de o J3 ser fabricado na China; se for um bom produto por si, não importa de onde venha. Finalmente, o Corolla não tem suspensão dual-link na traseira.

    ResponderExcluir
  7. 3 "emes" prefiro meu fuquinha...

    ResponderExcluir
  8. O melhor é o Logan, extremamente honesto, quem já dirigiu sabe, o carro é muito bom, não sei qual é mais gostoso, dirigir ou ir de passageiro!O melhor é o Logan, extremamente honesto, quem já dirigiu sabe, o carro é muito bom, não sei qual é mais gostoso, dirigir ou ir de passageiro!

    ResponderExcluir
  9. o logan é o melhor sem duvida. o espaço interno é muito bom!!

    ResponderExcluir
  10. Piada, o teste afirma que o porta-malas do FIESTA é maior que o do LOGAN. Todas as revistas automotivas, e reviews encontrados na internet dizem o contrário. Será que o dono da matéria, também é dono de um FIESTA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com o dono da matéria, enche o porta malas e tenta fechar a tampa, vc n consegue pois os braços de suporte da tampa roubam espaço com isto diminui o tamanho descrito pelas montadoras.

      Excluir
  11. O RACIONAUTO é um blog que preza pelo zelo e pela qualidade de suas matérias. Tudo o que é postado aqui é elaborado com muita pesquisa prévia. As informações sobre a capacidade do porta-malas dos carros testados nesta matéria foram retirados do site da revista Auto Esporte, que não aproveita os números fornecidos pelas fábricas, mas tem seu próprio critério e equipamentos aferidos para medir as capacidades. Os números obtidos neste teste - http://revistaautoesporte.globo.com/Revista/Autoesporte/0,,EMI165680-15846-3,00-DE+CARA+NOVA+FIESTA+ENCARA+LOGAN+RENOVADO.html - foram de 507 litros para o Fiesta Sedan e 479 litros para o Logan, NA PRÁTICA: o Fiesta leva vantagem também pelas articulações pantográficas na tampa do porta-malas, enquanto o Logan tem "pescoços-de-ganso".

    Também esclarecendo, o "dono da matéria" e editor deste blog tem um Logan.

    ResponderExcluir
  12. logan e até espaçoso,porém o fiesta eo mais confortavél e barato,o voyage eo mais bonito eo o mais caro eo mais apertado,ja dirigi tds menos o j3.hoje tenho um fiesta sedan e estou satisfeito!

    ResponderExcluir
  13. comprei um fiesta sedan através de muitas pesquisas de opinião acho que não irei me arrepender pela compra, apesar de numca ter tido um carro da ford

    ResponderExcluir
  14. sempre tive fiesta e nunca me arrependi,o mais barato e comfortavel,suspensão iper macia o maximo compre o fiesta sedan!

    ResponderExcluir
  15. Estou no 3o. Ford Ka (98, 03 e 09), e este piorou ano a ano (o 2009 parece carroça de tão mal feito).

    Tive um Clio 2008 e este dava de 10 a 0 no Ford Ka 2009 em tudo (acabamento, conforto, potência, mas gastava um pouco mais, coisa de 1 Km/l).

    Não tenho mais coragem de comprar Ford, então vou de Logan.

    ResponderExcluir
  16. Po vcs tão de sacanagem o fiesta é mais caro q o logan ele está 35.000 enquanto o renault esta 32.000 o motor do fiesta é fraquinho, o carro é menor q o logan...como pode ser melhor?? Vejam na 4 rodas o comparativo, o logan é o melhor da caregoria.

    ResponderExcluir
  17. Acredito que TODOS que falaram que o Logan é melhor é porque com toda certeza só usam em cidades e por períodos não superior a 1h. Tive um Sandero (que é a mesma joça)e viajei por 10.000 km e em todas as vezes chegava mais quebrado que arroz de 3ª. Toda sexta tinha que marcar horário num massagista pra endireitar minhas costas. Não aguentei voltei pro Fiestinha sedã 1.6... Nossa voltei ao paraíso!

    AHH só pra constar, meu carro pessoal é um Fusion ( o Fiesta uso pra trabalho ) portanto eu tenho referência do que é bom ou não. Não comparo o Fiesta com outros da categoria e sim com de categorias MUITO superior. O Fiesta em conforto dá show nos concorrentes...

    ResponderExcluir
  18. Pessoal. O Fiesta Sedam 1.6 completo com ABS na faixa de valor que está sendo vendido (promoção duo upgrade) empata com o Logon 1.0 completo com ABS. E ai, não tem muito o que discutir. O Fiesta é claramente melhor acabado e mais confortável e sia com um motor mais potente, maior numreo de conscessionárias. O problema do Fiesta é tão somente quando custa mais caro que o Logan, fora isso...
    Não venham falar de design cansado se estamos comprando com o Logan, né!
    O lance do porta-malas que foi comentado na materia é que capacidade de volume é uma coisa, volume útil é outra e é por isso que um bom porta-malas tem as hastes pantográficas, justamente para obter volume util.
    Suspensão Dul link do J3 diz tudo? Meu caro, é preciso verificar o conjunto. Nisso parace que o Fiesta está muito bem afinado. o J3 ainda saberemos com o tempo, acabou de chegar... Quero ver o que estarão falando daqui uns três anos. Logan e Fiesta já conhecemos o que tem de bom e de ruim. J3 ainda é teoria.

    ResponderExcluir
  19. Eu tenho um fiesta Sedam 1.6 2011. É a 1ª vez que possuo um e digo que ele é bastante duro, desconfortável na sua dirigibilidade. Parece que colocaram motor da Ranger no lugar, pois a gente sente o peso do carro quando está dirigindo. Parece que ele carrega dentro do capô um entulho de ferro. Fazer uma manogra com o Fiesta é desgastante. Outra coisa: na estrada, viajando, sente-se o barulho do motor, ou seja, há falha no isolamento acústico. É a 1ª vez que o tenho e com certeza é a última. Estou decepcionado com o Fiesta, não espereva isso dele. Ele é um pé duro isso sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo, tenho uma ma noticia pra voce: seu Fiesta estah com defeito. Pois acabo de comprar um e nao tenho do que reclamar. Eh muito confortavel, leve e macio. O mais confortavel que jah dirigi. E olha que a lista eh longa. Ate entendo as vantagens do Logan... concordo, o carro eh muito bom. Mas falar mal do Fiesta, eh digno de quem nao sabe do que estah falando.... sem comentarios.

      Excluir
    2. Discordo. Eu tenho o Fiesta Rocam 1.6 e posso lhe assegurar que ele tem um péssimo desempenho, por ser um carro muito pesado, além de ser um beberão. O Fiesta só anda muito bem com etanol, caso contrário, ele é pior que carro 1.0.

      Excluir
    3. Acabei de comprar um Fiesta 2014 8v completo de tudo. Saí de um Siena 1.6 16v. Vou sofrer? Ao contrário! Graças a Deus me livrei de um carro 16v.
      De que adianta um carro como o Logan 16v, mesmo com corrente de comando, sendo um Renault com suas caríssimas peças de reposição? Nem perco meu tempo falando desse tal de JAC, é piada, entra aí no Google e cote o preço de um com dois anos de uso apenas: você pagou 35000 e dois anos vale 20000, tendo ainda 4 anos de garantia para quem quiser se aventurar.
      Sabe, carro bom é o carro novo, mas quem hoje pode ficar trocando de carro sempre? Eu não posso. Já tive Fusca, Siena Argentino, Siena Fire, Escort, Corsa e de todos o que menos tive que reclamar? Nenhum, todo carro está sujeito a problemas. Agora o que mais gastei dinheiro foi o Siena 16v, então amigo, tô fora de carro assim, não me interessa se a evolução do motor reduza a quebra, pois apesar de ser verdade, as peças continuarão incrivelmente mais caras e a manutenção também pois não é qualquer oficina que está preparada para isso em nosso país.
      Vi com grande esperança a chegada dos motores de 03 cilindros pelo HB20, mas como tudo é novo prefiro aguardar, afinal e na prática são 12 válvulas, isto é, duas válvulas por cilindro como o Siena 16v.
      Imagine você após o término da garantia levando seu carro para uma oficina para algum tipo de reparo no motor? Quem hoje além da autorizada está preparado para um motor VVT de três cilndros e doze válvulas? E quanto custa a hora técnica + peças? Ter carro amigos é muito mais que modernidade, é um conjunto de coisas. Quem comprou um Gol Geração 5 no primeiro ano de lançamento sabe do que estou falando, pois quem iria imaginar que o forte e confiável GOL teria tantos problemas em uma remodelagem em seu motor?
      Se você pretende ficar mais de dois anos com seu carro deveria pensar no conjunto dessas coisas.
      Com relação ao anônimo que falou que o Fiesta é pesado, devo lembra-lo que o carro na gasolina possui 69cv na versão 1.0 com o mesmo peso da versão 1.6, sendo que o Fiat Palio geração 1 (2000) tinha 55cv sendo mais leve, então essa matemática não bate, seu carro ou seu combustível ou seu pé tem algum problema.

      Excluir
    4. Alguns esclarecimentos, Marcos.
      - O Renault Logan com motor D4D 1.0 16v não tem corrente de comando, mas correia.
      - HB20 e Siena 16v não têm 2, mas 4 válvulas por cilindro.
      - O Gol G5, lançado em 2008 não tem e nunca teve motores com 16v e o motor não era novo, mas o mesmo EA111 usado no Fox desde o seu lançamento em 2003. Os problemas ocorreram na versão 1.0.

      Excluir
  20. Desde quando o porta-malas do logan perde para o fiesta? Inverte-se os valores e o logan será a melhor compra. Avaliação tendenciosa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nenhuma intenção tendenciosa aqui, anônimo. Os dados citados foram obtidos em testes da revista AutoEsporte e eles tem um padrão aferido para obtê-los. A vantagem do Fiesta está na existência de articulações pantográficas na tampa do porta-malas, o que otimiza ao máximo o espaço no porta-malas, enquanto o Logan, com maior capacidade declarada, limita esse espaço por causa das articulações "pescoço-de-ganso" e, assim, acaba tendo um espaço ÚTIL menor.

      Excluir
  21. FIESTA É O MELHOR SEDAN TENHO 1 E NÃO MIM ARREPENDO

    ResponderExcluir
  22. O post já é velho, mas é importante considerar que há, claramente, um equivoco relativo à capacidade do porta malas do Logan e Fiesta Sedan por parte da fonte: o Fiesta Sedan tem em torno de 480 litros e o Logan, 510. Uma rápida pesquisa é suficiente para sanar esta dúvida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há equívoco algum, e isso já foi citado em alguns posts acima. A capacidade NOMINAL dos porta-malas, informada pelas fábricas, é de 479 litros para o Fiesta Sedan e 510 para o Logan. Mas, como já foi dito, cada fábrica adota um padrão de medição específico, geralmente não informado. Com um critério único, que é a inserção de blocos de isopor de medidas variadas (padrão da revista AutoEsporte, de onde os dados foram retirados), esses números se aproximam mais da realidade e há outra explicação lógica para isso: o Renault Logan conta com articulações do tipo "pescoço-de-ganso" na tampa do porta-malas, que roubam espaço do compartimento e podem amassar volumes sólidos, enquanto o Fiesta Sedan tem articulações pantográficas, que não invadem o compartimento e permitem melhor aproveitamento do espaço.

      Excluir
  23. Então, foi uma grande coincidência. De fato, eles reiteram essa informação em outras edições.

    ResponderExcluir
  24. O Fiesta sedan além de ser bonito é confortável. Já tive o Ford hatch e mudei para o Sedan e não me arrependo!

    ResponderExcluir
  25. Tenho um Fiesta Sedan 1.6 e digo que é o melhor sedan popular. Bonito, confortável e com consumo condizente.

    ResponderExcluir
  26. Renalt Logan sem duvidas a melhor compra da categoria, carro espaçoso, ótimo para viajem e muito bom em dirigibilidade. Ford Fiesta ótimo carro, confortável, porém um pouco fraco. Voyage excelente carro, mas creio que seu preço é fora dos padrões de mercado pelo carro que oferece.

    ResponderExcluir