sexta-feira, 5 de agosto de 2016

VW CROSS UP! TSI - AVALIAÇÃO


Por Rodrigo Rego e Maximiliano Moraes
Fotos: Maximiliano Moraes


Sabe aquele carro que passa despercebido por você na rua, mas na verdade é um lobo em pele de cordeiro? Esta é a melhor definição para o Volkswagen up! TSI. Ou, como costumam chamar os gearheads, um legítimo sleeper.




O Cross up! TSI, apesar dos enfeites aventureiros leves, é um carro bem urbano. Mas isso não quer dizer que ele seja ruim na estrada, pelo contrário. Sempre na mão e contando com o auxílio de um sistema de direção elétrica muito bem calibrado, ele é ágil em curvas e veloz nas retas a ponto de se pensar que embaixo do capô existe um motor bem maior. Na cidade, antes da entrada do turbo ele se comporta como um 1.0 normal, mas a partir de 2 mil rpm, se segure: é quando o turbinho entra em ação. A VW divulga 105 cv (mas testes de dinamômetro dizem que são mais de 130) e 16,8 kgfm de torque (ou, segundo os mesmos testes, quase 21 kgfm).



No off-road leve ele também vai bem. A vedação é eficiente e a suspensão firme absorve as pancadas direitinho. O controle de tração ajuda a segurá-lo nas curvas e a boa altura do solo garante que a parte de baixo não raspe tão facilmente. Mas não espere que ele vá se comportar como um 4x4 ou um SUV; ele gosta mais do asfalto.



O interior dele é espartano, mas bem servido. A central multimidia é parecida com os aparelhos GPS paralelos que se compra em lojas de eletrônicos, mas tem funções bem interessantes: além do mapa existem gráficos para auxiliar o motorista a conduzir de forma econômica, integração com o rádio e smartphone, e conexão Bluetooth. O painel traz ainda um computador de bordo bem completo, que inclui mostrador digital da velocidade do carro e a temperatura do motor. Ar condicionado, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas e alarme são de série. A coluna de direção tem ajuste de altura, bem como o banco do motorista, e há vários buracos pra gente colocar coisas.



Mas não, ele não é espaçoso. Como sempre, recuamos o banco dianteiro até o limite para checar o espaço no banco traseiro e no Cross up! é simplesmente impossível levar gente ali desta forma. A largura é razoável, semelhante à de outros compactos do mercado, bem como o espaço para a cabeça, mas não dá para exigir tanto de um carro criado para ser transporte urbano: vão bem 4 pessoas de estatura mediana, e pronto. O porta-malas, por outro lado, surpreende com 285 litros - que é excelente para o seu porte - e uma tampa que divide o compartimento em 2 e pode facilitar a organização dos volumes.



Apesar de bem construído, predomina o plástico no interior. Isso nem seria tão problemático não fossem as superfícies: o black piano que reveste toda a seção central do painel, por exemplo, reflete muita luz do sol para os olhos dos ocupantes dos bancos da frente, e como se não bastasse não páram limpos nunca. Os bancos, falando neles, são confortáveis mas o encosto de cabeça inteiriço atrapalha a visibilidade traseira.

No exterior os plásticos caem bem. Os apliques em volta das caixas de roda dão o toque aventureiro que a versão pede e combinam bem com os detalhes em cinza fosco, e com a tampa traseira pintada de preto, especialmente com a cor azul do carro testado.



A Volkswagen vende este carro com o viés de economia, como qualquer outra versão do up! TSI. A 110 km/h o motor trabalha com 2.000 rpm, bem na faixa de início de atuação do turbo, e isso ajuda muito na obtenção de ótimas médias de consumo. Com a habitual medição tanque-a-tanque que realizamos o Cross up! TSI conseguiu, em trajeto misto entre cidade e estrada, média em torno de 18 km/l. Mas a maior vantagem do subcompacto é poder dar a quem dirige não só economia, mas segurança e um nível de comodidade compatível com seu preço (se comparado ao de outros aventureiros urbanos): o Cross up! TSI tem preço inicial no site de R$ 52.310,00 e, na cor Azul Lagoon (ou qualquer outra metálica), chega aos R$ 53.642,00.

Ah, e sorrisos também. A cada acelerada.


2 comentários:

  1. Lindo esse carro! Testei o move up tsi na css, nossa, acho que quem tem um desse dificil voltar pra um 1.0 normal...

    ResponderExcluir
  2. Já tive Golf TSI que vendi para investir em um apartamento. Ficamos apenas com um HB20 1.6 AT4 e vivia com saudade do Golf. A grana ainda não deu para comprar um Golf novamente, mas deu para ir de Up Move TSI e, guardadas as proporções, a condução, desempenho e economia deste carrinho me fizeram matar um pouco da saudade do Golf.

    ResponderExcluir